Cometas Rasantes

        Os cometas rasantes ao Sol foram inicialmente identificados pelo alemão Heinrich Kreutz no século XIX que percebeu que vários cometas vistos passando muito próximos ao Sol pareciam ter uma origem comum, porque eles vinham da mesma direção entre as estrelas e por isso atualmente são chamados Cometas Kretuz ou Sungrazers de Kreutz. Outros cometas desta natureza foram sendo descobertos e mais recentemente através do satélite solar SOHO (Solar and Heliopheric Observatory) da NASA, que já descobriu mais de 3.000 cometas incluindo uma grande quantidade de cometas rasantes que anualmente alcançam as vizinhanças do Sol. Veja a seguir o vídeo do cometa 96P/Machholz feitas pelo satélite SOHO da NASA passando perto do Sol.

SOHO e o Cometa 96P/Machholz                                  Cometa C/2004 Q2 Machholz e as Plêiades

                                                                    Copyright © NASA                                                              Copyright © Atalaia

        O cometa C/1965 S1 Ikeya-Seki também passou rasante ao Sol. Ele foi descoberto independentemente por Kaoru Ikeya e Tsutomu Seki no dia 18 de setembro de 1965 no lado ocidental de Alfa Hydrae, com uma diferença de aproximadamente 15 minutos um do outro. Apresentou magnitude 8, e o seu periélio ocorreu em 21 de outubro de 1965. O seu período orbital é de 880 anos.

Cometa Ikeya-Seki

                Copyright © 1965 Roger Lynds                  Copyright © 1965 F. Moriyama e T. Hirayama

        O cometa C/2011 W3 Lovejoy, classificado como um cometa rasante Kreutz, foi descoberto em 27 de novembro de 2011 pelo astrônomo amador australiano Terry Lovejoy. O periélio do cometa Lovejoy ocorreu em 16 de dezembro de 2011, passando rasante ao Sol à distância de 0,00555 UA, emergindo intacto e prosseguindo sua trajetória em direção ao Sistema Solar exterior. A seguir uma imagem obtida pela sonda SDO (Solar Dynamics Observatory) testemunhando o cometa Lovejoy sobreviver à coroa solar.

                  Cometa Lovejoy

Copyright © 2011 SDO

        A tabela a seguir mostra alguns cometas rasantes ao Sol, em ordem cronológica:

Cometas Rasantes Solar 
* Indica cometa visível em plena luz do dia

Nome do Cometa

Distância do Periélio (UA)

C/1668 (Estancel)

0,0666

C/1843 D1 (Silva-Leite)

0,0055

C/1880 C1 (Gould)

0,0055

X/1882 K1 (Cometa do Eclipse)

?

C/1882 R1 (Cruls)*

0,0077

C/1887 B1 (Thomé)

0,0048

C/1945 X1 (du Toit)

0,0075

C/1963 R1 (Pereyra)

0,0051

C/1965 S1 (Ikeya-Seki)*

0,0078

C/1970 K1 (White-Ortiz-Bolelli)

0,0089

C/1979 XI (Howard-Komem-Michels)

0,00164

C/1981 (Sheeley-Roberts-Harlow)

0,00488

C/1981 (Seal-Chaimson-Funk)

0,00427

C/2011 W3 (Lovejoy)

0,00555

C/2012 E2 (SWAN)

0,00706

C/2012 S1 (ISON)

0,01244

        A tabela a seguir mostra alguns cometas rasantes à Terra, em ordem crescente de distância terrestre:

Cometas Rasantes à Terra 
(em ordem crescente de distância geocêntrica)

Nome do Cometa

Distância à Terra (UA) 

D/1770 L1 (Lexell)

0,0151

55P/1366 U1 (Tempel-Tuttle)

0,0229

P/2016 BA14 (PanSTARRS)

0,0237

C/1983 H1 (IRAS-Araki-Alcock)

0,0312

1P/837 F1 (Halley)

0,0334

252P/LINEAR

0,0358

3D/1806 V1 (Biela)

0,0366

C/1743 C1 (Grischow)

0,0390

7P/Pons-Winnecke

0,0394

C/1702 H1 (La Hire-Maraldi-Bianchini)

0,0437

209P/LINEAR

0,0555

45P/Honda-Mrkos-Pajdusakova

0,0601

73P/1930 J1 (Schwassmann-Wachmann 3)

0,0617

C/1983 J1 (Sugano-Saigusa-Fujikawa)

0,0628

C/1760 A1 (Grande Cometa)

0,0682

73P/Schwassmann-Wachmann

0,0787

C/1853 G1 (Schweizer)

0,0839

C/1797 P1 (Bouvar-Herschel)

0,0879

1P/374 E1 (Halley)

0,0884

1P/607 H1 (Halley)

0,0898

C/1763 S1 (Messier)

0,0934

C/1864 N1 (Tempel)

0,0964

C/1862 N1 (Schmidt)

0,0982

C/1092 (Cometa Chinês)

0,10

C/1472 (Regiomontanus)

0,10

C/1996 B2 (Hyakutake)

0,1018

C/1961 T1 (Seki)

0,1019

C/1718 (Kirch)

0,103

C/1975 T2 (Suzuki-Saigusa-Mori)

0,104

        Os cometas que passam muito perto do Sol e de planetas mais massivos podem entrar em colapso como o cometa 1979 XI Howard-Komem-Michels que colidiu com o Sol; enquanto que alguns cometas se fragmentaram como o 3D/Biela que em 1846 começou sua fragmentação gerando dois corpos e 1872 já tinha se desintegrado por completo. Este cometa foi responsável por pelo menos 3 intensas chuvas de meteoros (3.000 a 15.000 meteoros por hora) em 1872, 1885 e 1892. Outros cometas que se partiram foram: 1860 I (cometa de Olinda), 1881 I Sawerthall, 1882 II, Brooks 1889 V, Swift 1899 I, Taylor 1916 I, e o grande cometa austral 1947 XII.

        O cometa C/2010 X1 Elenin, descoberto pelo astrônomo amador russo Leonid Elenin em 10 de dezembro de 2010, foi desintegrado após a passagem periélica em 10 de setembro de 2011 a 0,48 UA do Sol. Em 21 de outubro de 2011 o astrônomo italiano Rolando Ligustri obteve a imagem a seguir dos restos do cometa Elenin.

                   Cometa Elenin

Copyright © 2011 Rolando Ligustri

         O cometa C/2012 E2 SWAN foi descoberto pelo astrônomo amador ucraniano Vladimir Bezugly em 4 de março de 2012 através do instrumento SWAN (Solar Wind ANisotropy) instalado na sonda SOHO (Solar and Heliospheric Observatory) das agências espaciais ESA e NASA. Porém, no dia 14 de março de 2012 as 22h00 GMT o cometa SWAN penetrou no disco solar e não resistiu a passagem periélica a uma distância de 120 mil km da superfície solar. O cometa SWAN foi aniquilado pelo Sol, lançando ao espaço milhares de toneladas de material cometário varrido pelo vento solar. Veja mais detalhes no blog Cometas.

        A tabela a seguir mostra alguns cometas que se fragmentaram:

Cometas com Fragmentação 
 

Nome do Cometa

Distância do Periélio (UA)

C/1846 II (P/Biela)

0,856

C/1852 III (P/Biela)

0,861

C/1860 I (Liais)

1,199

C/1882 II (Cruls - BA)

0,008

C/1882 II (Cruls - BC)

0,008

C/1882 II (Cruls - BD)

0,008

C/1888 I (Sawertahl)

0,699

C/1889 IV (Davidson)

1,040

C/1889 V (P/Brooks 2 - AC)

1,950

C/1889 V (P/Brooks 2 - CB)

1,950

C/1896 V (P/Giacobini)

1,455

C/1899 I (Swift - AB)

0,327

C/1899 I (Swift - AC)

0,327

C/1905 IV (Kopff)

3,340

C/1914 IV (Campbell)

0,713

C/1915 II (Mellish - AB)

1,005

C/1915 II (Mellish - AC)

1,005

C/1916 I (P/Taylor)

1,558

C/1943 I (Whipple-Fedtke-Tevzadze)

1,354

C/1947 XII (Cometa Southern)

0,110

C/1955 V (Honda)

0,885

C/1957 VI (Wirtanen)

4,447

C/1965 VIII (Ikeya-Seki)

0,008

C/1968 III (Wild)

2,609

C/1969 IX (Tago-Sato-Kosaka)

0,473

C/1970 III (Kohoutek)

1,719

C/1976 VI (West - AD)

0,197

C/1976 VI (West - AB)

0,197

C/1976 VI (West - AC)

0,197

        O cometa West 1976 VI deu espetáculo a parte quando em março de 1976 partiu-se em 4 pedaços, e mais recentemente os cometas 73P/Schwassmann-Wachmann 3, Schoemaker-Levy 9 e o cometa 2001 A2 (LINEAR), visível também no céu do Hemisfério Sul, se dividiu em três corpos. O cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3 em 1995, quando se encontrava a cerca de 241 milhões de quilômetros da Terra, inesperadamente desfez-se. Sem razão aparente o núcleo do cometa dividiu-se em 3 partes que viajaram separadamente pelo espaço. Agora parecem ser pelo menos 8. Existem fragmentos grandes como o B e o C, e fragmentos menores (G, H, J, L, M e N). O cometa Schoemaker-Levy 9 que foi descoberto por Eugene e Carolyn Shoemaker e David Levy em 24 de março de 1993, usando um telescópio situado no Observatório do Monte Palomar no estado norte-americano da Califórnia, era constituído por uma fileira de nove fragmentos do cometa. O cometa estava muito alongado em virtude da enorme força de atração do planeta Júpiter, que partiu o cometa em vários pedaços em 8 de julho de 1992. Na ocasião vinte e um pedaços foram identificados. Em julho de 1994 os fragmentos se chocaram contra o planeta Júpiter.

Cometa Shoemaker Levy 9

                                                    Copyright © Hubble                                                                                                                   Copyright © Hubble

                                   Cometa 2001 A2 (LINEAR)                     Cometa 73P/Schwassmann-Wachmann 3

                                                   Copyright © ESO                                                                                         Copyright © NASA / ESA

Home

 

Copyright © Cometografia § § All rights reserved